..:::   Construindo um AC-15   :::..

   Construtor: Paulo David Campos Soares  david.campos@uol.com.br
   Projeto     : Eng. Altair Coelho   www.altaircoelho.com.br
   Kits          : Renan  www.altaircoelho.com.br ou  sistcendis@terra.com.br

.::   Aviação Experimental   ::.
Cópia da msg que enviei para o grupo AC15 no YAHOO GROUPS (18/05/2007):

Caros participantes,

A história do "Manual do Maury" é a seguinte:

- O Maury um cara 100% resolveu por iniciativa própria e segundo a introdução que escreveu no manual:

"Fazer a compilação e sistematização da experiência, dicas, informações e discussões de pessoas que se reuniram, através do grupo formado no YAHOO GROUPS, com o intento de facilitar a construção por parte de interessados no projeto, da aeronave experimental AC-15 GUAPO, cujos dados do projeto, foram cedidos de forma gratuita. Tudo o que for apresentado aqui, foi postado no referido grupo, devendo assim ser aceito ou não, a critério do interessado".

- No início foi uma contribuição espetacular, que inclusive me estimulou e motivou bastante para abraçar este projeto, mas... o Maury não está construindo um AC-15, então para ele continuar a compilação e sistematização das experiências seria necessário continuar recebendo a matéria-prima em forma de contribuição das pessoas ao grupo, existem +/- 20 AC's sendo construídos. Será que ninguém tem nada para dizer sobre sua construção, as dificuldades, as soluções, sugestões, erros e acertos? Entendo que isto é uma decisão de cada um, contribui quem quer, não é obrigado. Mas aí o dito Manual que teve sua última atualização em 03/08/2004 acabou vencendo em grande parte do conteúdo porque era baseado no AC-15 do Sr. Altair único que existia até então, que é diferente do projeto que ele revisou e liberou. Venceu e não por culpa do Maury, ele fez a parte dele.

- Então o que temos? A página que também por iniciativa própria desenvolvi no intuito de contribuir com informações sobre a construção, as dificuldades, as soluções, sugestões, erros e acertos. Que no entender do Renan é o Manual que dispomos atualmente. Inclusive ele sugeriu que eu mudasse o nome da página de "Construindo um AC-15" para "MANUAL DE MONTAGEM DO AC 15", acabei concordando em parte e coloquei uma alusão ao Manual no Menu, como título das atividades desenvolvidas na montagem, o título em si será um link direcionando para este texto, para esclarecer a questão para novos participantes que acessem a página. Sei que é difícil, mas seria interessante também que novos no grupo sempre dessem uma recorrida em msgs já postadas, elas ajudam bastante nas dúvidas iniciais.

- Para quem quiser ter acesso ao Manual do Maury, fiz um apanhado tirando a parte desatualizada que basicamente estava no item "Procedimentos de Montagem" e disponibilizei na página Dicas Técnicas/ Informações extraídas do Manual do Maury, é só dar uma conferida lá nos itens que relacionei abaixo:

Questões freqüentes (FAQ)
Depoimentos sobre o AC-15 GUAPO
Textos Técnicos
Dicas Técnicas
Ferramentas
Procedimentos de Montagem

- Valeu Maury!!!

- Abaixo estão mensagens minhas postadas no grupo em que selecionei algumas partes que referem-se ao Manual e sua desatualização.

... "Até agora não tive maiores dificuldades com a montagem, desde que se tenha as ferramentas apropriadas, que estão na lista do manual disponibilizado pelo Maury, uma louvável contribuição ao grupo, e que como ele mesmo já falou precisa de atualização. - Quem sabe, é por isto que o Leandro está meio confuso. O AC15 do Altair tem menos cavernas que a "evolução do projeto" disponibilizado por ele... No desenho tridimensional da fuselagem aparecem cavernas A, B, C e D (página 24 do manual - fig. 5 e 6 - de 03/08/2004), sendo que os desenhos que estão valendo para a construção são os disponibilizados no site onde constam as cavernas A, B, C, D, E, F e G. Então, se o participante der uma estudada no material, baixar as fotos, se interar da história do grupo, perguntar, analisar e comparar as informações, conseguirá atingir o objetivo (qdo entrei no grupo lá por junho/2005 li as 1300 msg postadas)" ...

"Caro Maury,

...o manual que você fez foi a primeira coisa que li, deu uma boa idéia, mas como comentei no e-mail anterior percebi que algumas coisas tinham mudado desde a sua elaboração o que é natural, foi uma idéia que saiu praticamente do nada, o Altair faz no máximo dois desenhos por avião, porque ele é o projetista e construtor, então os detalhes estão na cabeça dele, e ainda estariam lá se não fosse o Renan "colar" nele para conseguir os subsídios necessários para a sistematização ora em processo, o que demanda tempo e paciência de alguns recém chegados que querem o negócio mastigadinho ou do tipo adicione duas colheres e mexa - instantâneo, sem se dar o trabalho de primeiramente fazer o reconhecimento, investigar como tudo começou, não fazendo isto se frustra.........

.....Voltando ao manual quero fazer algumas considerações, dos pontos que podem estar gerando dúvidas ou confusão...

... 2) Seria interessante também atualizar os desenhos da fuselagem que lá estão por não mais condizer com o projeto atual (fig 5 e 6), as figuras 1,2 e 3 são do projeto atual apesar da caverna C na parte de cima estar meio fora de medida em relação a parte de baixo. A figura 7 me parece que é da montagem do AC15 do Joce, que é igual ao do Altair, portanto diferente do projeto atual. O Desenho 1 (pag. 28) é o original do Altair, onde consta cavernas A,B,C e D., diferente do atual.

3) Na parte "Montagem da estrutura" onde diz que quatro sarrafos de 15x30x4500 mm, são unidos na cauda, na realidade olhando o desenho atual da fuselagem, na parte superior onde está a primeira longarina percebe-se que ela vai até a cauda do avião é uma só de 15x15x4500, junto com ela vai colada uma meia longarina de 15x15 da caverna A até G. Na longarina de baixo a que vai até a cauda é a de baixo, com ela também vai colada uma meia longarina de 15x15, onde a partir da caverna G é cortada em forma de cunha até mais ou menos a metade do espaço entre a caverna G e H, que após coladas dará a inclinação p/ afilar a cauda. Que serão unidas somente depois da secagem da cola. A medida de 4500 sobra exatamente p/ o ajuste final.

4) O trem de pouso também mudou em relação ao AC15 do Altair"...

Então é isto, espero ter contribuído para elucidar a questão.

Sdçs a todos,

David.




Principal